Como aprender

Autorrealização

Com a Meditação Transcendental, a autorrealização também cresce quando estamos em contato com nosso Eu permanentemente

Em Autorreferência descrevemos que o grau de sucesso na vida de uma pessoa depende, em grande parte, de quanto ela é capaz de manter contato com seu Eu. É possível medir esse grau objetivamente, como também os efeitos da Meditação Transcendental sobre ele, por meio de um critério psicológico chamado autorrealização.

Esse critério foi desenvolvido pelo psicólogo americano Abraham Maslow, após ter estudado um grupo de vários indivíduos excepcionalmente bem-sucedidos, tanto pessoal quanto profissionalmente. Ele descobriu que as pessoas bem-sucedidas tinham uma coisa em comum: eram mais capazes de permanecer em contato com seu Eu, independente da situação em que estivessem.

Maslow estimou que apenas 1% da população alcançou as 2 categorias mais altas de sua escala: essas são as pessoas verdadeiramente “autorrealizadas”. Estudos posteriores mostraram que a autorrealização e o desenvolvimento do ego tendem a estabilizar no início da adolescência; o mesmo acontece quanto à inteligência: o nível que a pessoa adquire entre 18 e 20 anos será o nível que permanecerá para o resto da vida.

Alguns depoimentos de meditantes transcendentais.

A prática da Meditação Transcendental demonstra que essa visão sobre a autorrealização está completamente desatualizada; assim como a inteligência continua a crescer depois da adolescência, época em que desenvolvemos nosso potencial cerebral, a autorrealização também cresce quando estamos em contato com nosso Eu permanentemente, visto que a transcendência permite as duas coisas.

experiências extraordinárias fazem a autorrealização crescer.

De acordo com o próprio Maslow, as chamadas “experiências extraordinárias” podem levar a um crescimento sistemático da autorrealização, independente da idade, as quais ocorrem ocasionalmente para algumas pessoas, mas não aponta nenhum método para alcançá-las de modo sistemático, ainda que as descrições mostrem evidente correlação com as descrições da experiência da Meditação Transcendental.

A MT é de 3 a 4 vezes mais eficaz do que qualquer outra meditação já pesquisada.

Portanto, com a simples redescoberta de Maharishi, a que chamamos de verdadeira meditação, o método para induzir essas experiências de forma confortável existe. Não é nenhuma surpresa, portanto, que a Meditação Transcendental tenha um efeito óbvio no crescimento da autorrealização.

O efeito da MT na autorrealização: A investigação científica.

outras técnicas demonstra pequena eficácia, ao passo que a Meditação Transcendental apresenta eficácia 3 a 4 vezes maior

Se tentarmos comparar a Meditação Transcendental a outras técnicas de meditação ou ao relaxamento, logo descobriremos que as diferenças são imensas, e não podem ser simplesmente comparadas. O estudo a seguir é uma meta-análise de todos os estudos científicos já realizados sobre os efeitos de diferentes técnicas de meditação sobre a autorrealização (42 estudos no total, dos quais 18 foram estudos sobre a MT). O efeito médio das outras técnicas pesquisadas demonstra uma pequena eficácia, ao passo que o efeito médio dos estudos sobre a Meditação Transcendental apresenta eficácia 3 a 4 vezes maior (efeito = 0,08 p = 0,0002).

Normalmente apenas 1% da população alcança índices elevados de autorrealização, já para os que praticam a MT há mais tempo, o índice sobe para 38%

Outro estudo interessante observou os efeitos de longo prazo nos praticantes da Meditação Transcendental quanto à autorrealização. Foram levados grupos de alunos para a Maharishi University of Management (MUM) de 3 outras universidades importantes, que serviram apenas como grupos de controle. Os praticantes de Meditação Transcendental foram testados antes de começarem seus estudos na universidade e, novamente, 10 anos depois.

1% da sociedade alcança 2 categorias na escala de autorrealização, enquanto os estudantes da MUM, o percentual sobe para 6%

De acordo com a pesquisa de Maslow, apenas 1% da sociedade alcança as 2 categorias mais altas na escala de autorrealização, enquanto que para os estudantes iniciantes da MUM, esse percentual sobe para 6%, porque a maioria dos estudantes que ingressaram na universidade já praticava a Meditação Transcendental há algum tempo. No entanto, no estudo realizado 10 anos mais tarde, essa porcentagem aumentou para 38%, um resultado foi excepcional, já que a chance seria de 1 em 5.000.000 (p=.0000002 Qual o valor de p?) de acontecer de forma aleatória.

Nas 3 universidades de controle, nenhuma melhoria significativa foi observada, além de, em uma das universidades, a pontuação ter diminuído.

Aqui vamos abordar com mais detalhes o que exatamente a autorrealização pode trazer (de acordo com a Shostrom’s Personal Orientation Inventory, o teste de autorrealização mais utilizado) e como a técnica da MT influencia esses pontos específicos. Com a compreensão mais objetiva sobre a autorrealização, será mais fácil entender por que os indivíduos autorrealizados têm mais chances de obter sucesso em todas as áreas da vida:

1. Forte autoidentidade (autoconfiança)

• Direcionamento Interior (DI) – Se uma pessoa está focada no seu interior, as suas próprias crenças e a sua automotivação serão a força motriz por trás de decisões e de ações na sua vida. Pessoas focadas no exterior, ao contrário, são, na sua maioria, influenciadas por circunstâncias externas ou por pessoas de seu convívio, o que leva a um excesso de sensibilidade e de preocupação com a opinião dos outros.

• Controle sobre Tempo (CT) – Capacidade de viver no agora e não no passado ou no futuro. Indivíduos autorrealizados têm um grande controle sobre o tempo, portanto são capazes de se concentrarem na sua experiência atual, sem ficarem presos desnecessariamente a acontecimentos do passado ou a fantasiar sobre o futuro. São menos afetados por sentimentos de culpa ou arrependimento do passado, e seu futuro está em grande parte ligado aos seus objetivos atuais.

• Autoaceitação (A) – O grau de autoaceitação, apesar de falhas.

• Existencialidade (Ex) – A capacidade de responder a qualquer situação sem se restringir a princípios, além da flexibilidade, características indicativas de que a pessoa tem uma referência interna estável, com um foco no “aqui e agora”, e uma habilidade de responder bem tanto as circunstâncias internas quanto externas.

2. Maturidade afetiva

• Sentimento de Reatividade (SR) – A capacidade de estar em sintonia com seus próprios sentimentos e necessidades.

Espontaneidade (E) – A capacidade de agir espontaneamente e ser ela mesma.
Capacidade de contato íntimo (C) – A capacidade de desenvolver relacionamentos íntimos com os outros, sem ficar preso a expectativas e obrigações.

Aceitação de Agressão (A) – A capacidade de aceitar sua própria agressividade como natural, indicação de que a pessoa está aberta aos seus próprios sentimentos e é capaz de construir um relacionamento caloroso com os outros, cujas expressões emocionais são conduzidas por um centro de referência interior e estável.

3. Perspectiva integrada de si e do mundo

Valores de Autorrealização (VA) – O reconhecimento de valores intrínsecos típicos de indivíduos autorrealizados: autonomia, independência e autorrealização.

Autoestima (AE) – Reconhecimento dos próprios valores e talentos.

Natureza Humana Construtiva (NHC) – A capacidade de ter uma perspectiva construtiva sobre a natureza humana e de enxergar a humanidade como genuinamente boa.
Sinergia (Si) – A capacidade de assimilar contradições.

As características indicadas são de pessoas com opinião positiva sobre si mesmo e sobre o mundo ao seu redor, incluindo valores mais elevados, tais como o estímulo do bem a si e ao outro. É uma pessoa autorrealizada nas suas próprias relações e naquelas com o mundo.
O gráfico a seguir indica como a técnica da Meditação Transcendental influencia todos esses fatores. As pontuações estão representadas em percentuais: os dados indicam como grande parte da população está abaixo do nível alcançado por um praticante de Meditação Transcendental.

A meta-análise desses 18 estudos demonstrou que quanto mais se pratica a MT, maiores são os benefícios

Esses índices mostram as pontuações médias obtidas em 18 estudos diferentes sobre a MT, com análise feita em 563 entrevistados. A duração dos estudos variou entre 3 e 6 meses e o aumento médio foi de 20 pontos percentuais, pulando dos 53 para os 73 percentuais (clique no gráfico para ampliar). Esse é um resultado excepcional, caso consideremos que a autorrealização normalmente não se desenvolve após o início da adolescência (a maioria das pessoas testadas tinha mais de 18 anos). A meta-análise desses 18 estudos demonstrou que quanto mais se pratica a MT, maiores são os benefícios. Se o resultado tivesse ocorrido devido à expectativa (um efeito placebo), ao preconceito do pesquisador ou a outros fatores motivacionais, os resultados cairiam ao longo do tempo. O valor de p na melhoria em geral nestes 18 estudos é p <0,000001.

Referencia: Ref.Journal of Social Behaviour and Personality, vol. 6, 1991, pp 189-247

Pesquisas científicas

Meditação Transcendental em comparação com outras técnicas de meditação

A Meditação Transcendental aumentou a autorrealização três vezes mais do que a contemplação, concentração ou outras técnicas.

Uma meta-análise estatística de todas as pesquisas disponíveis (42 estudos independentes) indica que a prática do Programa de Meditação Transcendental aumentou a autorrealização em cerca de três vezes mais do que os procedimentos de contemplação, concentração ou outras técnicas.

Aumento da autorrealização em estudantes universitários

Estudantes universitários que praticaram a Meditação Transcendental e o Programa MT-Siddhis melhoraram o autodesenvolvimento

Estudantes universitários que praticaram a Meditação Transcendental e o Programa MT-Siddhis melhoraram o autodesenvolvimento (desenvolvimento do ego) após a formatura, em comparação aos estudantes do grupo de controle de três outras universidades que não participaram desse programas.

Maior Força do Autoconceito

após um mês de prática de Meditação Transcendental, os indivíduos desenvolveram um senso de autoconceito mais definido

Após um mês de prática do Programa de Meditação Transcendental, os indivíduos desenvolveram um senso de autoconceito mais fortemente definido, em comparação com os controles correspondentes. Eles também relataram que o seu eu “real” estava mais próximo de seu eu “ideal”

Desenvolvimento pessoal de presidiários

Detentos que aprenderam o Programa de Meditação Transcendental apresentaram aumento do autodesenvolvimento

Detentos de uma prisão de segurança máxima que aprenderam o Programa de Meditação Transcendental apresentaram aumento do autodesenvolvimento (desenvolvimento do ego), em comparação aos grupos de controle.

Aumento da autorrealização e do desenvolvimento pessoal

Estudantes que fazem MT-Siddhis, apresentaram três índices de desenvolvimento: criatividade, autonomia e espiritualidade.

Estudantes universitários que aprenderam o programa MT-Siddhis, em comparação a estudantes do grupo de controle de outra universidade, apresentaram avanços em três índices de desenvolvimento pessoal e de saúde psicológica: criatividade, autonomia e espiritualidade. Os participantes do Programa MT-Siddhis também apresentaram avanços em bem-estar e em índices de integração psicológica, em comparação aos estudantes de controle.