Como aprender

Estresse

A necessidade de um descanso profundo significa que as tensões devem ser relaxadas e as impressões, removidas.

Podemos comparar nosso sistema nervoso a um quadro-negro. Quando acordamos de manhã, o quadro está limpo e vazio; a medida que o dia transcorre, todas as experiências que vivemos tornam-se um pequeno desenho que vai sendo registrado. Em um dado momento, o quadro (sistema nervoso) fica cheio e necessita ser limpo novamente.

Cada experiência que vivenciamos deixa uma marca armazenada em algum lugar no sistema nervoso. Quando profunda, somos capazes de sentir isso claramente; por exemplo, quando temos uma briga com alguém, sentimos um “nó no coração”.

Sabemos que a fisiologia tem um processo automático e natural para fazer essa limpeza: o descanso do corpo durante o sono. A necessidade de um descanso profundo significa que as tensões devem ser relaxadas e as impressões, removidas. Porém, são tantos registros em nosso sistema nervoso que mesmo o descanso do sono profundo não é suficiente para remover todos eles.

A experiência da Meditação Transcendental reduz o estresse e a mente entra em um estado de silêncio interior completo

Ou seja, o descanso durante o sono não elimina marcas mais profundas, por exemplo aquele “nó no coração” depois de uma briga com alguém. Na manhã seguinte, podemos sentir que a tensão melhorou um pouco, entretanto ela não desapareceu completamente, isto é, o repouso durante o sono não foi suficiente.

O descanso durante o sono não elimina todas as tensões

Essas tensões que não são completamente neutralizadas pelo descanso durante o sono serão acumuladas ao longo do tempo. Elas perturbam o funcionamento natural do corpo, o que resulta em vários problemas mentais e físicos, distúrbios que podem se manifestar, muitas vezes, por meio de nossa genética, do nosso “elo mais fraco”: algumas pessoas poderão ter problemas cardíacos, enquanto outras entrarão em depressão. A condição genética não é a causa, mas pode definir como a causa verdadeira, a incapacidade de o corpo limpar os elementos que perturbam seu funcionamento natural, vai se manifestar. Os estresses são hoje considerados uma das principais causas, direta ou indiretamente, de muitos problemas da
saúde física e mental.

Durante a experiência da Meditação Transcendental, a mente entra em um estado de silêncio interior completo. Como mente e corpo sempre andam juntos, isso trará algum reflexo no corpo. Devido à mente ser facilmente levada para esta paz interior, o corpo experimenta um estado muito profundo de repouso, muito mais profundo do que o descanso durante o sono, o qual pode ser medido objetivamente.

O repouso durante a MT é mais profundo que o realizado durante o sono.

estudos confirmam a redução do estresse com a meditação transcendental

Este gráfico mostra um estudo da Harvard Medical School, em que o repouso foi medido com base no consumo de oxigênio. Observamos que, durante a prática da MT, o corpo entra em um estado de repouso muito mais rápido e muito mais profundo que o do descanso normalmente obtido durante o sono. Esse estudo foi publicado em 1971, em duas revistas científicas bastante reconhecidas: “Science” e “Scientific American”. Ele foi repetido dezenas de vezes ao redor do mundo com resultados semelhantes. Uma publicação posterior (“American Psychologist”, v. 42, 1987, p. 879-881), a qual analisou 31 estudos sobre a MT, confirmou o estado excepcionalmente profundo de relaxamento atingido com a prática da Meditação Transcendental, quando foram medidos a taxa de respiração, a frequência cardíaca e o lactato plasmático.

Como resultado, o corpo pode se recuperar de estresses muito densos, até mesmo de tensões traumáticas mais profundas que anos de sono ou de terapia não alcançam. Se removermos a causa, os resultados desaparecerão também. Quando o corpo consegue eliminar as tensões que perturbam o seu funcionamento normal, os problemas relacionados a essas perturbações também poderão melhorar espontaneamente. Isso afeta quase todas as áreas da vida, como pode ser visto neste site.

Alguns resultados bastante impressionantes, no entanto, foram observados em pessoas que também apresentavam problemas muito profundos – veteranos de guerra e refugiados – e sofriam de Transtorno de Estresse Pós-traumático severo (TEPT).
O estresse traumático profundamente enraizado em casos de TEPT é geralmente considerado incurável e, na melhor das opções, os sintomas podem ser suprimidos com terapia ou com medicação pesada. No entanto, vários estudos científicos publicados sugerem uma diminuição bastante significativa, ou mesmo o desaparecimento completo dos sintomas de TEPT, em alguns casos, com a prática da Meditação Transcendental. Em um período de 4 a 12 semanas, tais traumas profundos podem ser aliviados. Ref. “Journal of Counseling and Development”, v. 64, 1985, p. 212-215; “Military Medicine”, v. 176, n. 6, 2011, p. 626-630. Para mais informações, ver TEPT: Aqueles que sofrem de menor grau de estresse e trauma também podem encontrar alívio com o programa da Meditação Transcendental.

Menos estresse – maior resistência ao estresse

O estresse é um ciclo vicioso. Quanto mais estressados estivermos, mais estresse iremos absorver. Sob estresse, perdemos o nosso equilíbrio mais facilmente, discutimos ou brigamos, e nos tornamos ainda mais estressados. O estresse também bloqueia nossa criatividade, o que dificulta a encontrarmos soluções para nossos problemas. Ao sermos confrontados por um conflito que não podemos resolver, ganhamos mais um estresse para adicionarmos à pilha!

A Meditação Transcendental pode ajudar a transformarmos esse ciclo vicioso. Se nosso corpo começar a eliminar o estresse, ele passará a funcionar normalmente. Um funcionamento mais normal significa que permaneceremos espontaneamente mais calmos, sendo nós mesmos. O repouso neutraliza o stress, por isso, se pudermos manter a calma continuamente, o estresse deixará menos marcas em nós. O corpo vai se tornar mais e mais eficiente em removê-lo, não só durante a meditação, mas também durante as atividades normalmente tensas e que nos esgotam. É como desenhar uma linha na água: enquanto a desenhamos, ela é automaticamente removida.

Podemos medir isso objetivamente. Estudos medidos por frequência cardíaca, consumo de oxigênio, resposta galvânica da pele e pelo plasma lactato (hormônio do estresse), mostram que os praticantes da Meditação Transcendental conseguem se manter, depois de uma média de 3 meses da prática regular da técnica, muito mais calmos fora da sua meditação.

Média observada em 31 estudos diferentes sobre a MT

praticantes de Meditação Transcendental demonstram funcionamento fisiológico mais calmo e baixas na taxa de respiração

Quando praticantes da MT são expostos a um estímulo estressante, retornam ao seu equilíbrio muito mais rapidamente. Estudos sugerem que a transcendência tem um efeito bastante positivo; pode-se medir objetivamente quão grande é a resistência de uma pessoa ao estresse.

Quando praticantes da Meditação Transcendental são expostos a um estímulo estressante, retornam ao seu equilíbrio mais rapido

Pesquisas científicas

Aumento da Calma Fisiológica, maior satisfação pessoal e profissional em Executivos e Trabalhadores

trabalhadores após três meses de prática de Meditação Transcendental apresentaram calma fisiológica

Um estudo realizado com executivos e trabalhadores da indústria automobilística descobriu que, após três meses de prática regular do Programa de Meditação Transcendental, os participantes apresentaram aumento de calma fisiológica, avaliada tanto durante o repouso, quanto durante a execução de tarefas, em comparação a outros controles realizados nos mesmos locais de trabalho. Além disso, eles também relataram maior satisfação profissional e pessoal.

Diminuição de Distúrbio de Estresse Pós-traumático em pacientes

pacientes com estresse traumático que aprenderam a Meditação Transcendental apresentaram redução significativa nos sintomas

Os pacientes em tratamento para estresse traumático que aprenderam o Programa da Meditação Transcendental apresentaram redução significativa nos sintomas de transtorno de estresse em comparação àqueles que fizeram psicoterapia.

Diminuição da resposta ao estresse

estudantes que aprenderam a Meditação Transcendental apresentaram redução de estresse

Estudantes universitários que aprenderam a técnica da Meditação Transcendental apresentaram reação na redução do estresse após 10 semanas de prática, em contraste com a reação a estresses mais elevados a que estudantes escolhidos aleatoriamente foram submetidos. A reação à redução de estresse foi medida em hábitos fisiológicos agravados devido a estímulos a ruídos altos. Os estudantes que aprenderam a técnica da Meditação Transcendental também mostraram maior integração do funcionamento cerebral e diminuição da sonolência em comparação aos outros controles realizados.

Menos estresse nas atividades diárias

praticantes de Meditação Transcendental demonstram funcionamento fisiológico mais calmo e baixas na taxa de respiração

Uma meta-análise constatou, em contraste com outros controles, que os praticantes do Programa de Meditação Transcendental de Maharishi demonstram que, mesmo fora da meditação, é possível um funcionamento fisiológico mais calmo, como indicado por meio de níveis mais baixos da taxa de respiração, da frequência cardíaca, de respostas imediatas na resistência da pele e no lactato plasmático.

Recuperação mais rápida do estresse

Os praticantes do Programa de Meditação Transcendental demonstraram uma recuperação fisiológica mais rápida do estresse

Os praticantes do Programa de Meditação Transcendental demonstraram uma recuperação fisiológica mais rápida do estresse proveniente de um som alto (medido pela resistência galvânica da pele). Uma série de sons foi apresentada, e depois de algumas apresentações, eles não provocaram reação de estresse entre os praticantes da MT.

Maior estabilidade fisiológica

Os praticantes do Programa de Meditação Transcendental apresentaram maior estabilidade no sistema nervoso autônomo

Os praticantes do Programa de Meditação Transcendental apresentaram maior estabilidade no sistema nervoso autônomo, indicado por flutuações na resistência espontânea da pele cada vez menos frequentes (maior intervalo entre as flutuações).

Diminuição do Estresse, da Ansiedade e dos sintomas de TDAH

Pacientes que praticaram a técnica da Meditação Transcendental reduziram o Estresse, o TDAH e a ansiedade

Alunos da Escola para Pacientes com Estresse e TDAH (transtorno de déficit de atenção e hiperatividade) que praticaram a técnica da Meditação Transcendental durante três meses conseguiram reduzir o estresse, a ansiedade e os sintomas de TDAH, observados tanto pelos professores e por eles próprios. Por meio da aplicação de um teste variado, o valor de p no gráfico indica melhoria nas seguintes subescalas: ansiedade / depressão, retraimento / depressão, problemas afetivos, problemas de ansiedade, problemas de atenção, problemas de TDAH e problemas gerais; as barras no gráfico indicam mudança na totalidade dos problemas.

Médicos respondem

Eu fico muito estressada com situações que geralmente não incomodam outras pessoas, por exemplo falar na frente de um grupo ou ter que cumprir um prazo. A MT pode me ajudar?

Dra. Grosswald: Não há um termômetro ou uma medida padrão para o estresse. O que alguém considera estressante é, de fato, estressante para essa pessoa, mesmo que não o seja para outra pessoa, pois a suscetibilidade ao estresse depende muito da fisiologia de cada um. Com a prática regular da técnica da Meditação Transcendental, a tolerância ao estresse aumenta, o que lhe permite ser menos suscetível a ele, quase como uma vacina antiestresse.

Existe algum estudo que demonstre esses efeitos?

Dra. Grosswald: Sim. O estudo mostra que o programa de Meditação Transcendental é eficaz na redução do estresse, da ansiedade e da depressão, e até mesmo nos sintomas de transtorno de estresse pós-traumático. Você pode pensar no estresse como algo contínuo – do menor nível de estresse até o extremo transtorno de estresse pós-traumático. A técnica da MT é eficaz em todo o espectro.

E sobre o estresse devido à privação do sono? Eu quase nunca tenho uma boa noite de sono. A técnica da Meditação Transcendental pode melhorar a qualidade de meu sono?

Dra. Grosswald: O estresse por não dormir acumula-se ao longo do tempo. Ainda que a pessoa tenha um sono normal de vez em quando, não eliminará o estresse acumulado pelas pressões do dia-a-dia, visto que ele só dissolve a fadiga do dia; assim, a fadiga e o estresse continuam crescendo. Mesmo quando a pessoa sai de férias, o relaxamento não dura muito tempo, já que você volta em pouco tempo ao seu estilo de vida habitual. Por isso, todos precisam de uma forma para dissolver a fadiga e o estresse acumulados no cotidiano, principalmente aquele agravado pela privação do sono. Praticar a técnica da Meditação Transcendental regularmente permite que você jogue fora o estresse acumulado. As pesquisas indicam que a prática regular de Meditação Transcendental melhora a saúde e o bem-estar psicológico e que 70 a 90% das doenças estão relacionadas ao estresse; portanto, se você desenvolve um mecanismo que reduza o estresse, a saúde geral e todos os aspectos de sua vida melhoram.

O estresse não é bom? Ele não funciona como incentivo para fazer coisas que precisam ser feitas, por exemplo o cumprimento de prazos?

Dra. Grosswald: Às vezes, embora um prazo possa aumentar a motivação para fazer as coisas, é um equívoco acreditar que o estresse melhora o desempenho das pessoas. Na verdade, as pessoas com melhor desempenho em situações de pressão são as mesmas que acham essas situações estressantes. Em outras palavras, a pressão é apenas um estímulo para elas; se fosse estressante, seu desempenho seria afetado. Observe em que momentos você está mais propenso a cometer erros: Quando você está cansado, estressado e faz as suas atividades muito rapidamente. A criatividade vem quando sua mente está clara, quando você está calmo e descansado. Não há nada de errado com o estresse ocasional, mas o estresse crônico é debilitante; ao estar realmente estressado, é improvável que a criatividade e o desempenho consigam atingir o seu auge. A natureza proporcionou-nos um mecanismo de sobrevivência que desliga o córtex pré-frontal – o raciocínio e a parte analítica do cérebro – sob estresse agudo. “Desligar o cérebro” significa que toda a energia vai para os músculos: a chamada resposta “lute ou fuja”. Esse mecanismo funciona se você está sendo perseguido por um urso, mas não para o seu dia-a-dia, pois permanecer nesse padrão é bastante contraproducente. Em algumas circunstâncias, ainda que seja necessário aguentar a pressão, você não quer viver a sua vida diária assim; em vez disso, é saudável que o córtex pré-frontal e o cérebro operem plenamente. Assim, você poderá planejar, organizar, criar estratégias e ser mais produtivo, eficaz e criativo. O que a técnica da MT faz é aumentar a comunicação entre o córtex pré-frontal e as outras partes do cérebro, visto que expande o seu funcionamento, ao passo que estresse faz exatamente o oposto.

Eu tiro férias pelo menos uma vez por ano. O estresse vai embora por pouco tempo, mas, quando volto ao trabalho, eu começo a sentir que as pressões voltam a se desenvolver.

Dra. Grosswald: As férias atenuam o estresse por um período curto de tempo, mas elas não removem o estresse acumulado, pois funciona apenas como uma correção temporária. Nós precisamos de algo que nos permita ser menos suscetível ao estresse no dia a dia, para que ele não interfira no prazer de viver. As pesquisas mostram que o programa de Meditação Transcendental não só possibilita à mente e ao corpo liberarem o estresse acumulado, como também ajuda a pessoa a se tornar mais resistente ao estresse ao longo do tempo.

Diz-se que o estresse é a causa 90% das doenças psicossomáticas. Que tipos de mudanças acontecem com o corpo devido ao estresse?

Dr. Rector: Sabe-se, por exemplo, que os hormônios modulam o sistema imunológico, defesa não apenas das doenças infecciosas, mas também do câncer. O mau funcionamento desse sistema pode também contribuir para doenças do coração, por meio de mecanismos de hiperatividade inflamatória de baixo nível crônica, o que pode contribuir para a formação de placas na artéria coronariana; um bom exemplo seria a corrosão nas artérias devido a um calor excessivo. Quando o sistema imunológico está constantemente sob pressão e ameaça, o estresse prevalece e o corpo se torna gradualmente desordenado e confuso, distanciando-se cada vez mais dos sistemas que deve proteger. Como um bom policial que se tornou mau, ele perde a capacidade de ser um vigilante perfeito para proteger o organismo contra as ameaças reais, podendo até se tornar agressivo contra o próprio corpo – a princípio, em menor grau, mas é possível aumentar de forma incontestável. Como resultado, uma doença autoimune pode aparecer.

Numa perspectiva mais positiva, os níveis hormonais podem ser equilibrados quando o estresse é reduzido por meio da técnica da Meditação Transcendental?

Dr. Rector: Sim, quando o corpo fica menos estressado devido à prática da Meditação Transcendental, os níveis hormonais também se alteram para ajudar a diminuir o estresse. Como um poderoso antídoto, a prática da técnica da Meditação Transcendental ajuda a restaurar a harmonia, a integração e o equilíbrio do corpo, pois são mecanismos de cura que funcionam em todos os níveis da fisiologia humana. Nem é necessário “pensar sobre isso”, visto que todo o organismo se torna holisticamente reintegrado e equilibrado, ações que ocorrem na fonte silenciosa da fisiologia. Portanto, a técnica da MT pode resultar na cura e na reintegração de toda a fisiologia, independente de quaisquer outras técnicas disponíveis de gerenciamento de estresse. Embora seja uma afirmação extraordinária, é bem fundamentada com base em mais de quarenta anos de estudos científicos no mundo todo.

Sarina Grosswald, Doutora em Educação, especialista em aprendizagem cognitiva, recentemente dirigiu o primeiro estudo sobre os efeitos do programa de Meditação Transcendental em crianças com dificuldades de aprendizagem e linguagem. Dra. Grosswald e seu trabalho foram extensivamente apresentados na mídia internacional, por exemplo no PBS e na ABC News.

Steven Rector, doutor em Medicina, pratica medicina emergencial há 18 anos. É diplomado pelo Conselho Americano de Medicina de Emergência.