Como aprender

Hipertensão

a técnica da Meditação Transcendental é a única prática que apresenta resultados verdadeiros na redução da hipertensão.

A Meditação Transcendental tem um efeito sobre a hipertensão que, às vezes, nem mesmo a medicação consegue atingir… e com ótimos “benefícios colaterais”.

A American Heart Association (AHA) publicou recentemente uma análise, realizada durante 40 anos de pesquisa, a respeito de todos os métodos utilizados na redução da pressão arterial. A conclusão foi que a técnica da MT é a única prática que apresenta resultados verdadeiros. Esse estudo deu um sinal verde aos médicos para utilizarem a MT como tratamento clínico com o objetivo de diminuir a pressão arterial. Todas as outras técnicas de meditação e de relaxamento, incluindo Atenção Plena e Yoga, foram desencorajadas, pois não havia nenhuma prova científica de seus efeitos positivos na pressão arterial.

Como pode uma técnica simples de meditação baixar a pressão arterial?

A American Heart Association deu sinal verde aos médicos para usarem a Meditação Transcendental para reduzir pressão arterial

Quando estamos tensos, a pressão arterial aumenta. A transcendência, o estado de consciência alcançado naturalmente por meio da prática da Meditação Transcendental, coincide com um estado muito profundo de relaxamento, baixando a pressão arterial e ativando um recurso poderoso de nosso corpo para se curar, para corrigir o que está errado internamente. Após algum tempo de prática dessa técnica, desenvolvemos a capacidade de permanecermos mais relaxados, mesmo nos momentos em que não estamos meditando; dessa forma, a pressão arterial diminui permanentemente.

A MT demonstrou que o lactato plasmático diminuiu durante a prática; depois de 3 a 4 meses, a pressão manteve-se baixa

Esse fato foi avaliado por meio da medição do lactato plasmático no sangue, hormônio do estresse relacionado à pressão arterial elevada. A análise dos valores médios de 31 estudos diferentes sobre a MT demonstrou que o lactato plasmático diminuiu bastante durante a prática da Meditação Transcendental, muito mais do que durante outros tipos de relaxamento ou até mesmo durante o sono; depois de 3 a 4 meses de prática, a pressão manteve-se em níveis baixos.

Benefícios colaterais

Embora a medicação baixe a pressão sanguínea, é cara e acarreta diversos efeitos colaterais; além disso, muitas vezes, ela apenas suprime os sintomas, sem resolver o problema. Ao interromper a medicação, a pressão sanguínea aumenta novamente, ao passo que a Meditação Transcendental tem um efeito duradouro.
Ao trazer a essência para casa e dar ao corpo a chance de se curar, todos os aspectos da vida melhoram: saúde, bem-estar, sorte, relacionamentos, sucesso e até mesmo a sociedade como um todo.

O efeito duradouro da MT na Hipertensão

A pesquisa sobre os efeitos da MT na pressão arterial elevada é excepcional por duas razões:

1 – Demonstra um efeito excepcional, já que a hipertensão é difícil de curar.
2 – O efeito é confirmado por meio de vários estudos de altíssima qualidade.

National Institute of Health investiu mais de 24 milhões de dólares em pesquisas sobre efeitos da Meditação Transcendental

O National Institute of Health (NIH) é um instituto do governo americano conhecido pelo alto padrão de pesquisa. Apesar de serem bastante seletivos nos projetos de pesquisas que apoiam, investiram mais de 24 milhões de dólares em pesquisas sobre os efeitos da Meditação Transcendental nas principais causas de doenças cardiovasculares: hipertensão arterial, resistência à insulina e aterosclerose. O motivo: Meditação Transcendental funciona, é a única coisa que realmente funciona.

Uma pesquisa acompanhou 127 afroamericanos que apresentavam pressão arterial por volta de 179/104 mmHg; divididos aleatoriamente em 3 grupos: um grupo de MT, um grupo que praticou uma técnica de relaxamento (relaxamento muscular progressivo) e um grupo de controle que recebeu orientações sobre saúde e sobre a importância de manter um estilo de vida saudável, os pesquisadores não sabiam a que grupo cada um deles pertencia.

a pressão arterial do grupo da Meditação Transcendental diminuiu para 107 / 64 mm Hg, em comparação ao grupo de controle,

Em três meses, a pressão arterial do grupo da MT diminuiu para 107 / 64 mm Hg, em comparação ao grupo de controle, que não apresentou nenhuma mudança significativa (p<.0003/p<.00005 O que é o valor de p?), enquanto o grupo de relaxamento mostrou uma ligeira diminuição, 3 vezes menor do que o grupo da MT.

A técnica da Meditação Transcendental é a única alternativa de tratamento que funciona.

apenas a Meditação Transcendental apresentou um impacto significativo na redução da pressão arterial entre hipertensos

Este estudo é uma meta-análise patrocinada pelo NIH. Foi realizado um cálculo do efeito médio de todos os estudos publicados até aquele momento, considerando a técnica da Meditação Transcendental e outros métodos alternativos de redução de estresse pesquisados. A meta-análise demonstrou que apenas a MT teve um efeito estatisticamente significativo na redução da pressão arterial (average -5 mmHg p<.0002). Leia a publicação completa aqui.

Este resultado não é tão grande como o obtido pelo estudo anterior, porque a maioria das pesquisas sobre MT foram realizadas em indivíduos com hipertensão moderada, enquanto que, no estudo anterior, a pressão arterial das pessoas testadas estava bastante elevada no início da pesquisa. A grande importância na maioria dos estudos sobre MT é que quanto mais o paciente necessita, maior será o resultado, visto que a Meditação Transcendental equilibra todo o sistema nervoso: quanto mais desequilibrado o sistema estiver, maior será o efeito de normalização.

Outras pesquisas realizadas pelo NIH descobriram que:

– Muitos praticantes de Meditação Transcendental são capazes de reduzir ou mesmo parar de utilizar medicação para baixar a pressão arterial, sem que ela volte a subir.
– A MT também funciona para reverter a hipertensão na juventude.
– A MT reduz a resistência à insulina.
– Entre os pacientes cardíacos observados durante 9 anos, o grupo de MT apresentou 43% menos casos de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral ou morte. Se todos os pesquisados tivessem realmente praticado com regularidade a MT, a diferença seria de 61%. (veja problemas cardíacos)
– A aterosclerose é reduzida em praticantes de MT.
– A pratica da MT ajuda a controlar o colesterol.

Mais de 30 estudos sobre o efeito da Meditação Transcendental na pressão arterial elevada foram realizados e confirmaram o resultado em várias faixas etárias, em diferentes partes do mundo.

Muitos estudos realizados no NIH influenciaram o médico mais famoso do mundo e o especialista mais influente em coração, Dr. Mehmet Oz, a apoiar plenamente a técnica da Meditação Transcendental por atuar beneficamente em 3 grandes fatores de risco de problemas cardíacos: hipertensão arterial, colesterol elevado e diabetes.

Pesquisas científicas

Diminuição da pressão arterial entre hipertensos

Esta meta-análise avaliou 107 estudos publicados sobre a redução do estresse e da pressão arterial. Do total, 17 estudos continham 23 comparações entre vários tipos de tratamento para os 960 indivíduos que atendiam a critérios estabelecidos, a fim de avaliar cada categoria de tratamento em pacientes hipertensos. Dentre todos, apenas o Programa de Meditação Transcendental apresentou um impacto estatisticamente significativo na redução da pressão arterial entre indivíduos hipertensos

Diminuição da pressão arterial

Pacientes que aprenderam a Meditação Transcendental apresentaram redução da pressão arterial sistólica e diastólica

Pacientes com pressão arterial alta que aprenderam o Programa da Meditação Transcendental apresentaram, após três meses, redução significativa da pressão arterial sistólica e diastólica, em comparação àqueles designados aleatoriamente para o grupo de controle ou que receberam orientações sobre como reduzir a pressão arterial por meio de dieta e de exercício físico.

Diminuição da pressão arterial sistólica em cardiopatas

16 semanas da prática da Meditação Transcendental ocasionou a redução da pressão arterial sistólica

Este ensaio clínico randomizado realizado em indivíduos com doenças cardíacas estáveis apontou que 16 semanas da prática do Programa de Meditação Transcendental ocasionou a redução significativa da pressão arterial sistólica, em comparação à participação do programa de educação sobre saúde. A hipertensão é um dos componentes da “síndrome metabólica”, que pode causar morbidade e mortalidade cardiovascular; a pressão alta está associada, muitas vezes, à obesidade, à resistência à insulina e à hiperlipidemia.

Diminuição da Hipertensão

Pacientes que aprenderam a Meditação Transcendental apresentaram redução da pressão arterial sistólica e diastólica

Disponível em http://hyper.ahajournals.org/content/26/5/820 Acesso em 6 de junho de 2018.

Pacientes com pressão arterial alta que aprenderam o Programa da Meditação Transcendental apresentaram, após três meses, redução significativa da pressão arterial sistólica e diastólica, em comparação àqueles designados aleatoriamente para o grupo de controle ou que receberam orientações sobre como reduzir a pressão arterial por meio de dieta e de exercício físico.

Médicos respondem

Como a técnica da Meditação Transcendental diminui a pressão arterial?

Dr. Barnes: O estresse é responsável pelo desenvolvimento da hipertensão. Os resultados estão documentados por meio de estudos epidemiológicos de pressão arterial; estudos naturalistas da relação entre pressão arterial, psicologia e eventos da vida cotidiana; e estudos experimentais de respostas cardiovasculares e neuroendócrinas a estímulos comportamentais. Mente e corpo estão intimamente ligados. A técnica da Meditação Transcendental é uma experiência subjetiva de relaxamento mental e de serenidade, juntamente com o despertar interior pleno. A resposta da meditação é muito rápida, cujos efeitos mais evidentes são observados depois de 15 a 30 minutos de prática. O relaxamento mental provoca relaxamento fisiológico, isto é, quando a mente se aquieta, o corpo recebe descanso profundo.

Quais são os mecanismos responsáveis pela redução da pressão arterial por meio da prática da Meditação Transcendental?

Dr. Barnes: O estresse crônico ambiental e o psicossocial contribuem para o aumento do estímulo do sistema nervoso simpático, ocasionando um desequilíbrio para a bioquímica do sistema nervoso. Tais alterações resultam em uma resposta exagerada ao estresse, comprovada pela constrição dos vasos sanguíneos e pelo aumento da pressão arterial. A redução do estresse por meio da prática da Meditação Transcendental é um fator moderador do impacto no sistema nervoso simpático, visto que reduz a reatividade da pressão arterial ao estresse agudo. Ao longo do tempo, devido à diminuição da reatividade cardiovascular a eventos críticos, há uma redução de carga no coração, consequentemente também da pressão arterial, ajudando a prevenir o aparecimento precoce da hipertensão.

Quanto tempo de meditação é necessário para sentir seus benefícios na pressão arterial?

Dr. Barnes: Embora os benefícios possam ser imediatos, cada pessoa é diferente, portanto não é possível prever exatamente em quanto tempo a pressão arterial diminuirá. Na maioria dos casos, a pesquisa mostra que em 1 ou 2 meses existe uma queda significativa em pessoa com pressão arterial muito elevada.

O que as pesquisas descobriram sobre o efeito da técnica da Meditação Transcendental na fisiologia?

Dr. Kaplan: De acordo com um artigo escrito pelo Dr. Jevning e seus colegas (Neuroscience e Biobehavioral Reviews, 1992), A experiência da Meditação Transcendental pode provocar um estado fisiológico definido pela diminuição do metabolismo durante o repouso. As pesquisas relatam uma diminuição do metabolismo dos músculos periféricos e das células vermelhas, assim como a diminuição da secreção do hormônio do estresse. Essas características, alcançadas pelo repouso profundo também foram medidas por meio do EEG. Além disso, há também relatos de diminuição da frequência respiratória, dos níveis de lactato plasmático e dos índices de condutância da pele. Em outras palavras, a técnica da Meditação Transcendental permite a nós experimentarmos uma forma mais simples, mais estável de consciência, reduzindo os níveis dos hormônios do estresse.
Os efeitos do estresse crônico nos níveis hormonais estão bem documentados. Os efeitos agudos na secreção do hormônio do estresse são consistentes com a diminuição da ativação durante a meditação. A diminuição crônica desse nível de ativação também pode acontecer. De acordo com pesquisas científicas, a prática regular da técnica da Meditação Transcendental reduz a pressão arterial.

Após muitos anos de pressão arterial alta, normalmente o resultado é o endurecimento das artérias (aterosclerose), consequentemente ocorrendo complicações, como derrame e ataque do coração. Há evidências de que a técnica da Meditação Transcendental pode reduzir a aterosclerose?

Dr Kaplan: Um estudo inovador publicado pela revista Stroke mostrou que o espessamento da parede da artéria carótida, um sinal de alerta para o endurecimento das artérias, é reduzido com a prática regular da técnica da Meditação Transcendental.

Existe um momento em que o paciente pode parar com a medicação?

Dr Barnes: A suspensão ou a manutenção de medicamentos deve ser decidida pelo médico, levando em consideração o próprio paciente e determinados critérios, por exemplo, se a pressão arterial do paciente atingiu níveis normais em pelo menos três ocasiões consecutivas. Os pacientes não devem decidir sozinhos, sem acompanhamento, quando parar a medicação.

Como você vê o desenvolvimento desse tratamento no futuro?

Dr Barnes: Há um grande potencial para que os médicos prescrevam o Programa de Meditação Transcendental a seus pacientes, especialmente para aqueles estressados ou que sofrem transtornos relacionados ao estresse. Essa técnica tem sido considerada um grande potencial para alterar a prática clínica do ponto de vista do tratamento.

Além de melhorar a saúde, a Meditação Transcendental promove o prazer de viver uma vida mais plena e satisfatória, isso é o que mais proporciona alegria.

O melhor de tudo isso é que nos tornamos cada vez mais autorreferentes e autossuficientes em nossa busca por plenitude. Sem remédios, crenças limitadoras ou pré-conceitos.

Permitimos que a mente guiada por sua própria natureza, mergulhe em si mesma, em nosso Ser puro, fonte de toda a criatividade, inteligência, riqueza, felicidade e poder, e é tudo o que nós realmente buscamos na vida.

Uma técnica fácil, agradável e natural. Se você é capaz de pensar, será capaz de praticar.