Como aprender

Sempre Jovem

a Meditação Transcendental mostram, a sua maneira, que existe um processo em direção oposta ao de envelhecimento

A Meditação Transcendental faz algo muito especial com o corpo e com a mente. Todos os 600 estudos realizados sobre a Meditação Transcendental mostram, a sua maneira, que existe um processo em direção oposta ao de envelhecimento. Mais Saúde.

A Meditação Transcendental retarda o processo de envelhecimento

As tensões perturbam o funcionamento normal do corpo cada vez mais à medida que se acumulam, principal causa do processo de envelhecendo. A transcendência remove essas tensões e efetivamente reverte o processo de envelhecimento.

Praticantes da Meditação Transcendental são biologicamente 12 anos mais jovem do que sua idade cronológica poderia prever

Da mesma forma, pode-se medir objetivamente se os praticantes de Meditação Transcendental têm efetivamente se tornado mais jovem e o quanto essa ação ocorreu. Um estudo realizado em 84 pacientes mostrou que praticantes de MT que a realizam há cerca de 2 anos e 9 meses, em média, são biologicamente 5 anos mais jovens do que o normal. Praticantes da técnica de Meditação Transcendental de longa duração, com média de atuação de 7 anos, são biologicamente 12 anos mais jovem do que sua idade cronológica poderia prever.

praticantes de MT que a realizam há cerca de 2 anos e 9 meses, em média, são biologicamente 5 anos mais jovens do que o normal

Assim, o tempo investido na prática da Meditação Transcendental (20 minutos, 2 vezes por dia) dará para nós um grande retorno no futuro: não só viveremos mais tempo, mas a nossa qualidade de vida também será melhor.

As pesquisas realmente confirmam que vivemos mais tempo? Parece que sim.

Em um estudo realizado por cientistas da Harvard University, um grupo de idosos com idade média de 81 anos foi dividido em quatro subgrupos: MT, Atenção Plena, técnica de relaxamento mental (resposta de relaxamento) e grupo de controle. Depois de três meses, melhoras significativas em habilidades intelectuais e na pressão arterial foram observadas no grupo praticante de MT, em comparação aos grupos de controle; seus componentes se saíram muito melhor do que os praticantes de outras técnicas (eles acharam a técnica da MT agradável).

no grupo da MT 100% ainda estavam vivos, as quais começaram a praticar a técnica quando já tinham 80 anos de idade.

Em um estudo americano, em colaboração com a Maharishi International University e a City University of New York, foram avaliados os níveis de DHEA-S de um grupo de praticantes experientes de MT, composto por 270 homens e 153 mulheres, e os resultados foram comparados com os de um grupo de controle composto por não praticantes de MT (799 homens e 453 mulheres). Os praticantes de MT apresentaram valores com mesmo nível dos indivíduos do grupo de controle com 5 a 10 anos mais jovens, ou seja, o resultado foi bastante significativo:, com valor de p = p <0,0001

Pesquisas científicas

Vida mais longa para pacientes cardíacos

adultos com pressão elevada que aprenderam a Meditação Transcendental. apresentaram uma diminuição de 23% na mortalidade

Este estudo foi realizado em colaboração com o American National Institute of Health e acompanhou padrões de mortalidade durante 19 anos entre adultos com pressão arterial elevada que aprenderam a técnica da Meditação Transcendental. Os resultados apresentaram uma diminuição de 23% na taxa de mortalidade de todas as causas e de 30% na taxa de mortalidade devido a doenças cardíacas, em comparação ao grupo de controle.

Vida mais longa para os idosos

o grupo que aprendeu a Meditação Transcendental viveu por mais tempo

Este estudo foi realizado em idosos com idade média de 80,7 anos, distribuídos aleatoriamente para aprender o Programa de Meditação Transcendental e em mais três grupos de controle diferentes (Atenção Plena, outra técnica de meditação e nenhuma prática de meditação). O estudo revelou que o grupo que aprendeu a técnica da Meditação Transcendental viveu por mais tempo do que os idosos dos outros três grupos.

Mais saudáveis à medida que envelhecemos

praticantes da Meditação Transcendental apresentaram níveis mais elevados de plasma DHEA-S do que o grupo de controle.

A presença de níveis mais altos de sulfato de dehidroepiandrosterona (DHEA-S) plasma dehydroepiandrosterone sufate (DHEA-S) em idade mais avançada está associada a uma saúde melhor. Por volta dos vinte anos, há uma redução natural dessa substância no corpo. Em uma pesquisa, praticantes da técnica da Meditação Transcendental apresentaram níveis mais elevados de plasma DHEA-S do que o grupo de controle. O gráfico mostra o índice médio entre os praticantes de MT do sexo masculino com mais de 50 anos; praticantes do sexo feminino apresentaram resultados semelhantes.

O funcionamento do cérebro mais eficaz entre os idosos

reversão do processo de envelhecimento que ocorre com a prática regular de Meditação Transcendental.

Pessoas idosas que praticam a técnica da MT apresentaram uma resposta mais rápida do cérebro a estímulos visuais (menor latência de resposta, P300), em comparação ao grupo de controle com a mesma idade. Este tipo de resposta do cérebro normalmente diminui com a idade, portanto a pesquisa demonstra uma reversão do processo de envelhecimento que ocorre com a prática regular do programa de MT.