Como aprender

Transtorno por Déficit de Atenção

TDAH pode ser causado por uma série de motivos; um sintoma de estresse perturba o funcionamento normal do córtex pré-frontal

Cada vez mais diagnosticado, o TDAH gera preocupação aos pais, incompreensão em parte da sociedade e um desgaste de quem convive com ele.

O TDAH pode ser causado por uma série de motivos; muitas vezes, um sintoma de estresse perturba o funcionamento normal do córtex pré-frontal do cérebro, levando ao diagnóstico de TDAH. No entanto, podem ocorrer problemas mais profundos: esse transtorno pode ser associado ao fluxo de sangue insuficiente para o cérebro e à coerência muito baixa no EEG.

Coerência no EEG

a transcendência pode ajudar, porque trata dos três problemas ao mesmo tempo: córtex pré-frontal, fluxo sanguíneo e coerência

Parte do cérebro está sempre ativa. A atividade elétrica pode ser medida por meio de um eletroencefalograma (EEG), um dispositivo que exibe os impulsos elétricos ao longo do tempo sob a forma de uma onda.

As ondas de EEG de diferentes partes do cérebro são então enviadas para o computador que calcula, em tempo real, em que grau elas se sobrepõem. Uma coerência grande significa que diferentes partes do cérebro funcionam juntas, como um todo.

Independentemente das causas do problema, a transcendência pode ajudar, porque essencialmente devolve o cérebro para seu ambiente natural e efetivamente trata dos três problemas ao mesmo tempo: córtex pré-frontal, fluxo sanguíneo e coerência no EEG.

No vídeo abaixo vemos os depoimentos de alguns alunos que começaram praticar a Meditação Transcendental. Confira seus relatos:

Lila Kuhlman conta como a MT lhe ajudou.
Ela diminuiu o consumo de café, ficou mais amorosa e ordenada, além de ter fechado mais contratos em sua empresa. Conta também que está muito melhor em relação ao Transtorno por Déficit de Atenção e Hiperatividade.
Confira seu relato.

Em um estudo, crianças com idade entre 11 e 14 anos com sintomas graves de TDAH foram divididas aleatoriamente em dois grupos: um grupo aprendeu a MT imediatamente e o outro, um grupo de controle, esperou três meses para aprender a técnica. O grupo da MT apresentou redução significativa nos sintomas de TDAH após três meses de prática, enquanto nenhuma melhora foi notada no grupo de controle. Após aprender a MT, o grupo de controle apresentou melhora similar depois de 3 meses de prática, ao passo que o primeiro grupo continuou apresentando melhoras.

Seus resultados escolares melhoraram;

Este gráfico mostra claramente a evolução da relação de ondas cerebrais Theta / Beta em crianças ao longo de um período de seis meses. Embora a relação seja muito alta em pacientes com TDAH, apresenta-se próximo ao normal após seis meses de prática da MT. Os alunos foram capazes de se concentrar melhor, de controlar seus impulsos e de melhorar suas habilidades de organização e de resolução de problemas. Seus resultados escolares melhoraram; além disso, apresentaram menos estresse, ansiedade e explosões de raiva.

As crianças com TDAH acham fácil aprender e gostam de praticar a MT.

Se as crianças realmente praticarem a técnica da Meditação Transcendental, ela é eficaz; no caso da MT, esse não é um problema, já que as crianças gostam de praticá-la. Em resposta à pergunta “Quanto você gosta de praticar a MT?”, a pontuação média foi de 5,3 em uma escala de 0 (nem um pouco) a 7 (muito).

Referencia: Mind & Brain, The Journal of Psychiatry (2011, Vol 2, No 1, p.78).

Cura do TDAH: O que exatamente faz a transcendência?

A transcendência ativa o poder de cura do corpo, fazendo com que tensões acumuladas e o estresse mais profundo desapareçam (ver Transtorno por Déficit de Atenção), consequentemente o potencial cerebral total é restabelecido.

Estresse e o córtex pré-frontal

O córtex pré-frontal, a parte do cérebro logo acima dos olhos, é responsável pelo nosso “pensamento mais elevado”, ou seja, planejamento em longo prazo, controle de impulso, decisão se algo é certo ou errado. Essa parte é também conhecida como o diretor-geral ou “CEO do Cérebro”, local em que a maioria das decisões acontece, diferenciando o cérebro humano do de animais.

Funcionamento normal do cérebro

Quando o cérebro funciona normalmente, ocorre o seguinte fluxo:

Quando o cérebro funciona normalmente, ocorre o seguinte fluxo: a informação entra através do sistema sensorial, é enviada para o córtex pré-frontal, onde é processada e as decisões são tomadas, e depois para o sistema motor, que aciona os músculos que devem responder.

Funcionamento do cérebro sob estresse

No caso de estresse, esse fluxo de informação muda. A informação desvia do córtex pré-frontal

No caso de estresse, esse fluxo de informação muda. A informação desvia do córtex pré-frontal e flui diretamente do sistema sensorial para o sistema motor.
Há uma boa razão para que o cérebro se comporte dessa forma. Se vemos um carro se aproximando rapidamente ao atravessarmos uma rua, por exemplo, precisamos reagir rápido, sem hesitação, pois não há tempo para pensar: precisamos sair do caminho imediatamente, impulsivamente.

Esse mecanismo existe para nos proteger quando nos sentimos ameaçado, no entanto não foi concebido para situações de estresse crônico. Quando alguém está constantemente exposto ao estresse, o córtex pré-frontal fica permanentemente desativado: o processo de pensamento é reduzido automaticamente para o pensamento de curto prazo, para a impulsividade.

Muitos sintomas de TDAH relacionam-se à incapacidade de controlar a impulsividade, ou seja, essencialmente, estão associados ao estresse, portanto a transcendência proporciona que o cérebro frontal reviva.

A transcendência ativa ainda mais o cérebro frontal.

Na transcendência, o corpo entra em um estado profundo de repouso, permitindo que sejam removidas as tensões mais profundas, e que o cérebro frontal se torne mais ativo. Essa ação pode ser avaliada por meio de exames de imagem neurais que medem o fluxo de sangue para o cérebro. A atividade no tálamo (relacionado às funções corporais) é reduzida, propiciando um estado de relaxamento, à medida que há um aumento da atividade no córtex frontal.

é a experiência de unidade, proporcionando ao cérebro seu funcionamento pleno

Pacientes com TDAH geralmente têm um fluxo de sangue muito baixo em certas áreas do cérebro. A prática da MT pode auxiliar, visto que cria um aumento do fluxo sanguíneo.

Após várias semanas de prática da MT, o córtex pré-frontal estará mais ativo, mesmo fora da mediação, o que será benéfico às crianças que apresentam diagnóstico de TDAH, ainda que muitas vezes nem percebam que se tornaram menos impulsivas.

Uma outra maneira de se avaliar objetivamente a incapacidade de funcionamento do cérebro é por meio da verificação de coerência muito baixa no EEG, bastante comum aos pacientes com TDAH. A transcendência, na essência, é a experiência de unidade, proporcionando ao cérebro seu funcionamento pleno (como um todo) de novo, em razão de a prática da MT aumentar a coerência no EEG.

As mudanças nas ondas cerebrais permanecem dessa forma com a experiência de transcendência, alcançada por meio da técnica da MT. O grau de alta coerência não foi observado em outras técnicas de meditação e de relaxamento.
Quanto mais se experimenta a alta coerência no EEG, mais o cérebro se acostuma com esse estado, mantendo-se alta também fora da prática da MT, de acordo com a pesquisa a seguir. Ref. International Journal of Neuroscience, 2006

Como é um processo totalmente natural, é possível transcender desde a primeira vez.

Este gráfico mostra a evolução dos valores médios de EEG em 50 estudantes ao longo de 12 meses. Não há diferença da coerência no EEG durante os exercícios da MT para os que praticam há dois meses ou 12 meses, ou seja, a transcendência é mantida com a prática. Como é um processo totalmente natural, é possível transcender desde a primeira vez. Contudo, podemos ver a diferença durante a atividade fora dos exercícios da MT: o aumento da coerência no EEG torna-se mais estabilizado.

O mesmo foi observado no estudo sobre TDAH. O gráfico a seguir mostra linhas entre as diferentes áreas do cérebro, coerentes entre si. A coerência foi medida no início do estudo e novamente no final, com os dados cruzados. As linhas indicam o aumento da coerência (fora da prática da MT), após um período de 3 meses.

MT, também apresentou forte aumento da coerência no EEG após três meses de prática

O resultado fica evidente: no grupo de controle, não houve diferença após três meses de avaliação, ao passo que no grupo de MT, ocorreu aumento da coerência no EEG. Entretanto, depois que o grupo de controle aprendeu a MT, também apresentou forte aumento da coerência no EEG após três meses de prática.
Ref. Mind & Brain, The Journal of Psychiatry (2011, Vol 2, No 1)

Embora a MT seja agradável e tenha demonstrado ser um tratamento eficaz, não encorajamos que você pare com seu tratamento normal. Muitos pacientes com TDAH logo percebem, de forma espontânea, que ao longo da prática diminuem a medicação, mas é muito importante que isso aconteça aos poucos, sempre de acordo com seu médico.

Pesquisas científicas

Redução nos sintomas de TDAH

Um estudo piloto investigou os efeitos da Meditação Transcendental (MT) no desempenho de tarefas e no funcionamento cerebral de 18 alunos com TDAH, com idade entre 11 e 14 anos. Os estudantes foram previamente testados e distribuídos aleatoriamente em 2 grupos que aprenderam a técnica da MT: o primeiro aprendeu a técnica após três meses do início do estudo, e o segundo, após 6 meses, com resultados significativos após três meses de prática. Os alunos do primeiro grupo apresentaram reduções significativas nos índices teta / beta, aumento da coerência teta, tendência para aumento da coerência alfa e beta 1, e melhora na leitura; o segundo grupo também apresentou diminuição nos índices teta / beta e melhora na leitura. Além disso, todos os alunos demonstraram avanços significativos em cinco sintomas de TDAH, ao longo dos seis meses do estudo, conforme relatado pelos relatórios apresentados pelos pais.

Melhor desempenho em tarefas de funções executivas de alunos com TDAH

Alunos diagnosticados com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) que aprenderam a técnica da Meditação Transcendental apresentaram, após três meses de prática, melhor desempenho em tarefas que requerem função executiva, tais como: mais atenção, maior precisão, maior habilidade em classificação e switching categories.

Melhora da Avaliação da Função Executiva realizada por professores de alunos com TDAH

Os alunos com diagnóstico de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) que aprenderam técnica da Meditação Transcendental foram avaliados por seus professores após três meses praticando a técnica: apresentaram melhora em várias funções executivas, maior capacidade cognitiva e autocontrole.

Diminuição do Estresse, Ansiedade e dos sintomas de TDAH

Alunos da Escola para Pacientes com Estresse e TDAH (transtorno de déficit de atenção e hiperatividade) que praticaram a técnica da Meditação Transcendental durante três meses conseguiram reduzir o estresse, a ansiedade e os sintomas de TDAH, observado tanto por seus professores quanto por eles próprios. Por meio da realização de um teste variado, verifica-se que o valor de p no gráfico indica melhora nas seguintes subescalas: ansiedade / depressão, retraimento / depressão, problemas afetivos, problemas de ansiedade, problemas de atenção, problemas de TDAH e problemas gerais; as barras no gráfico apontam mudança na totalidade dos problemas.

Médicos respondem

Eu tenho TDAH e não consigo ficar parado, nem mesmo por alguns minutos. Como vou conseguir praticar a técnica da Meditação Transcendental?

Dr Grosswald: Essa é a grande vantagem da técnica da Meditação Transcendental. É muito simples, não requer esforço e é fácil de ser praticada. Ela realmente permite que a mente se aquiete; quando a mente se aquieta, o corpo segue muito naturalmente. Você consegue se sentar e ficar calmo, de maneira fácil e confortável. A prática da técnica da MT traz sentimentos de quietude e de tranquilidade, que permanecem em você depois da meditação. Com o tempo, você começa a se sentir mais calmo e tranquilo, e a inquietação começa a diminuir, por isso é recomendada para ajudar adultos e crianças que se queixam de inquietação: essa é a singularidade da técnica.
Dr Krag: Pessoas com TDAH têm variações de atenção. Em algumas situações, eles têm dificuldade para se concentrar e, em outras, capacidade de hiperconcentração. Mesmo com TDAH evidente, a técnica da Meditação Transcendental é fácil e altamente aconselhável. Embora não possa prever que a Meditação Transcendental eliminará este distúrbio, já testemunhei a diminuição de seus sintomas.

Sabe-se que, hoje em dia, as crianças estão mais estressadas do que antes. Isto contribui para o TDAH e para outros problemas?

Dr Stixrud: Eu passo a vida avaliando crianças que lutam para obter êxito em sala de aula, apresentam problemas de comportamento, depressão e distúrbios neurológicos. O estresse desempenha um papel significativo em todos esses problemas. Vejo muitas crianças com distúrbios de aprendizagem e TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade) e não há absolutamente nenhuma dúvida de que o estresse interfere, e muito, na capacidade de aprendizagem escolar.

Como as crianças lidam com a reação ao estresse na escola?

Dr Stixrud: A reação ao estresse, também chamada de reação de lutar ou fugir, presumivelmente evoluiu há milhões de anos, para que pudéssemos nos proteger dos predadores. Quando essa reação de lutar ou fugir é acionada, você não consegue pensar claramente. Do ponto de vista da evolução, se as pessoas pensassem muito tempo sobre “O que devo fazer?”, enquanto um tigre se aproxima, seriam comidas, e não passariam adiante seus genes. A natureza nos protege de pensar sob estresse. Consequentemente, se uma criança está sob estresse, fica muito difícil para pensar, aprender, fazer o trabalho da escola, prestar atenção no professor e gerenciar seu próprio comportamento.
Eu diria que o princípio fundamental, oriundo de 20 anos de pesquisas sobre o cérebro e a aprendizagem, é: a criança precisa se sentir segura na escola para aprender, porque ninguém consegue aprender nada sob estresse.

A técnica da Meditação Transcendental é uma solução para o estresse?

Dr Stixrud: Acho que a MT desempenha um papel fundamental na resolução de distúrbios de aprendizagem e de déficit de atenção. Em algumas escolas, a técnica da Meditação Transcendental tem um papel importante para ajudar as crianças a aprenderem e a terem foco, a fim de superarem os problemas comportamentais (veja também www.stressfreeschools.org).

Eu tinha TDAH quando criança, e ainda tenho dificuldade para me concentrar em qualquer tipo de trabalho. A prática da técnica da Meditação Transcendental me ajudaria a me concentrar melhor?

Dr Grosswald: Sim, pode ajudar. Com base em nossa pesquisa, a técnica da Meditação Transcendental funciona tanto para adultos quanto para crianças. É fácil aprender e fazer, e não requer concentração, foco, atenção. Ao mesmo tempo, aumenta a capacidade de concentração fora da meditação, porque ela melhora o funcionamento cerebral. Quando seus olhos estão fechados e você está meditando, as conexões cerebrais relacionadas à atenção e ao foco realmente aumentam. Então, quando você está de olhos abertos e em atividade, o foco e a concentração melhoram também.
Muitos sintomas do TDAH são, na verdade, consequência do estresse, pois ele desliga o córtex pré-frontal do cérebro, tornando a concentração e o foco difíceis. A redução do estresse aumenta a atenção, o foco e a concentração, bem como a capacidade de agir com calma e de se sentir mais relaxado e confortável em situações estressantes.
Em nossa pesquisa com crianças, houve uma melhoria de 20% na atenção em apenas três meses do Programa de Meditação Transcendental. Houve também melhorias significativas na memória de trabalho e na organização, bem como em avaliações psicossociais de comportamento, ansiedade, estresse, atenção e foco.
Dr Krag: Qualquer pessoa com TDAH sabe que, quando estão descansados e calmos, apresentam menos sintomas do transtorno do que quando estão cansados e ansiosos. Devido à MT ajudar a criar um estado de calma e de estabilidade, pode com certeza ajudar a reduzir os problemas com TDAH.

Uma das características mais terríveis de TDAH é a falta de controle nos impulsos, por exemplo quando uma criança interrompe as pessoas a toda hora, fala coisas impulsivamente, chateando as pessoas. A técnica da Meditação Transcendental pode ajudar nessas situações?

Dr Stixrud: Com certeza. Muitos pesquisadores acreditam que a falta de controle nos impulsos e a falta de inibição são déficits primários em pessoas com TDAH. Um dos meus pacientes favoritos com TDAH é um garoto com cerca de 15 anos, que fala alto. Sempre sei quando ele já está no prédio. Uma vez que ele estava falando na sala de espera, e uma mulher lhe disse: “Quando você vem aqui, você precisa ficar quieto.” Ele retrucou: “Se eu conseguisse ficar quieto, eu não estaria aqui.” Essa é a mais pura verdade.

Com a prática da Meditação Transcendental, o sistema nervoso torna-se calmo e tranquilo. À medida que a reação ao estresse começa a funcionar normalmente, o indivíduo fica menos impulsivo. Eu acho que há razões para acreditar que o processo de aquietar a mente e o corpo por meio da técnica da Meditação Transcendental (que resulta em maior integração na atividade elétrica do cérebro, observado pela maior coerência entre os dois hemisférios e da parte da frente e de trás do cérebro) permite que as crianças melhorem muito a capacidade de controlar seus impulsos. Eles não se metem em tantos apuros, pensam antes de agir e podem aprender a lidar melhor com a tendência a distração.

Parece que você já testemunhou esses comportamentos antes.

Dr Stixrud: Um estudo piloto foi realizado com alunos do Ensino Médio com sintomas de TDAH que aprenderam a técnica da Meditação Transcendental. Entrevistamos esses alunos depois de três meses de meditação e perguntamos a eles: “O que você percebe com a prática da meditação nesses meses?”

Praticamente, todas as crianças disseram coisas como: “Eu me sinto muito menos estressado e mais relaxado.” A maioria disse: “Estou mais organizado”. “Consigo fazer minha lição de casa”. “Meus pais não precisam me ajudar”.

Um menino muito impulsivo disse: “Antes de começar a meditar, se eu passasse no corredor e outro garoto do Ensino Médio esbarrasse em mim, eu me viraria e bateria nele. Agora que estou meditando há três meses, se alguém esbarra em mim, eu paro e penso: Será que bato nele ou não?”

Para alguns, embora possa não parecer muita coisa, a minha experiência em trabalhar com crianças e adolescentes impulsivos diz que é muito difícil alcançar esse tempo de reação. A técnica da Meditação Transcendental dá a essa criança um pouco de tempo entre um estímulo e uma reação, o que lhe permite pensar, planejar e se perguntar qual a coisa certa a fazer nessa situação, capacidade que ele não tinha antes de começar a meditar.

Dr Stixrud: A maioria dos pesquisadores acredita que o TDAH é um distúrbio de múltiplas funções executivas. As “funções executivas” referem-se às funções da parte frontal do cérebro: o controle mental e as habilidades organizacionais mentais que você precisa para agir de forma objetiva. Quando você tem que fazer alguma coisa, por exemplo, você precisa ser capaz de planejar e organizar para manter as informações relevantes em sua memória. Você também precisa se observar e perguntar-se: “Como estou indo?”

E há evidências em vários estudos sobre a Meditação Transcendental que atestam a melhora de cada uma dessas funções executivas. Este é a razão, pelo menos em parte, da técnica da Meditação Transcendental aumentar a coerência do funcionamento cerebral e reduzir o estresse, esse sim faz com que todas essas outras coisas piorem.

Acho que a meditação é ótima, mas quero que meu filho seja focado. Não quero que ele fique muito passivo.

Dr Stixrud: Às vezes os pais ficam preocupados que seus filhos fiquem muito relaxados fora da meditação, que percam seus impulsos. A experiência é exatamente o oposto.
Embora seja verdade que a técnica da Meditação Transcendental traga relaxamento profundo, por outro lado, também estimula. É essa combinação única de cérebro ativado e fisiologia profundamente relaxada que produz tantos benefícios positivos. As pessoas que meditam não perdem a sua impulsividade, elas conseguem canalizar sua impulsividade de forma mais eficaz.
Elas não perdem energia com ansiedade excessiva. Planejam melhor e tornam-se mais objetivas. Se você observar as escolas onde as crianças praticam a MT regularmente, vai notar que as crianças são muito bem sucedidas. Apresentam índices altos de aproveitamento na escola, nos esportes, nas artes, em tudo. É por isso que acho que não há nenhum fundamento na ideia de que a técnica da Meditação Transcendental pode tornar as crianças passivas ou que possam perder seus interesses. Acontece o oposto.

Como vou conseguir meditar se tenho crianças pequenas, e uma com TDAH?

Dr Krag: Obviamente, você vai precisar de ajuda para meditar. Mas tenha em mente que o programa de Meditação Transcendental não é apenas uma questão de meditar (embora seja muito tranquilo e agradável ter 20 minutos de férias), na verdade é um descanso em prol de uma atividade diária maior. Como pai de uma criança com TDAH, você precisa de toda a energia e clareza possíveis. A Meditação Transcendental vai ajudá-lo a desenvolver um estado de espírito calmo para que seu filho responda a você de forma mais eficaz.

William Stixrud, Ph.D., neuropsicólogo e diretor da William Stixrud & Associates em Silver Spring, Maryland, um grupo especializado em aprendizagem, atenção e distúrbios sociais / emocionais. Dr. Stixrud é professor-adjunto do Children’s National Medical Center, em Washington, DC.

Sarina Grosswald, EdD em aprendizagem cognitiva, recentemente dirigiu o primeiro estudo sobre os efeitos do programa de Meditação Transcendental em crianças com dificuldades de aprendizagem em linguagem. Dra. Grosswald e seu trabalho foram extensivamente apresentados na mídia internacional, como no PBS e na ABC News.

James Krag, MD, membro da Associação Americana de Psiquiatria, presidente da Sociedade de Psiquiatria da Virgínia e ex-presidente da Associação de Psiquiatras da Virgínia. Atualmente, é diretor-médico do Liberty Point, um programa de tratamento domiciliar para adolescentes com problemas psiquiátricos.

Além do ajudar no tratamento do TDAH, a Meditação Transcendental promove o prazer de viver uma vida mais plena e satisfatória, é o que mais nos proporciona alegria.

O melhor de tudo isso é que nos tornamos cada vez mais autorreferentes e autossuficientes em nossa busca por plenitude. Sem remédios, crenças limitadoras ou pré-conceitos.
Permitimos que a mente guiada por sua própria natureza, mergulhe em si mesma, em nosso Ser puro, fonte de toda a criatividade, inteligência, riqueza, felicidade e poder, e é tudo o que nós realmente buscamos na vida.

“A mudança começa dentro”