Como aprender

Um Mundo Melhor

A simples experiência da transcendência traz resultados espetaculares, como a ativação do poder de cura do corpo e o desenvolvimento total do cérebro. Todos esses resultados são exclusivos da experiência da transcendência; outras técnicas de meditação ou de relaxamento não apresentam nada parecido.

No entanto, os resultados mais espetaculares e os mais controversos são os efeitos sociais da prática da MT. São controversos porque, se forem comprovadamente verdadeiros, teremos que reconsiderar algumas suposições antigas sobre a natureza da consciência humana, em razão de essa pesquisa sugerir que estamos ligados uns aos outros na origem dos nossos pensamentos, influenciando uns aos outros.

Os textos mais antigos do mundo, as escrituras Védicas, previam há 5.000 anos que um pequeno grupo de pessoas poderia gerar harmonia em toda a sociedade e neutralizar toda a negatividade, estimulando a unidade transcendental da própria consciência e “irradiando” essa harmonia. Antigamente, os monges, em seus mosteiros, realizavam esse papel na sociedade, mas a oração não produz o mesmo resultado e também, neste caso, as técnicas para alcançar a transcendência foram perdidas. Após essas técnicas terem sido redescobertas, podemos não só confirmar as previsões em relação ao nosso desenvolvimento pessoal, como também as previsões em relação aos seus efeitos sociais.

Como funciona?

A transcendência é como mergulhar no oceano. Toda vez que mergulhamos, produzimos um grande respingo. Ativamos a superfície da água. Da mesma forma, quando permitimos que a mente volte para casa e experimente consciência pura, estamos ativando as qualidades de nossa consciência, descritas pela maior experiência humana como: unidade, positividade pura, e estar conectado. Todos os resultados espetaculares avaliados durante a prática da Meditação Transcendental, em particular no cérebro, são alcançados graças à ativação dessas qualidades. (veja: desenvolvimento cerebral completo).

Quando mergulhamos no oceano, não produzimos apenas um respingo: também criamos ondas que se espalham por todo o oceano. Quando transcendemos, essas qualidades de unidade não são ativadas apenas em nossa consciência, mas também nas pessoas ao redor. O resultado pode não ser tão poderoso quanto o que acontece dentro de nós, porém produz resultado e pode ser mensurável.

Esse resultado foi a base de uma previsão extraordinária feita por Maharishi na década de 1960: se apenas 1% da população de uma cidade ou de um país aprendesse a transcender regularmente, um efeito mensurável aconteceria na sociedade.

Como uma pequena lâmpada pode iluminar um quarto grande? Porque a lâmpada está conectada a um campo eletromagnético. A lâmpada simplesmente o ativa, que cria uma vibração, as ondas de luz, as quais se espalham por todo o campo e a sala se ilumina. Quando desligamos a luz, o campo eletromagnético não desaparece, pois ele é onipresente. Mas, se o campo não mais ilumina o quarto, ele fica escuro.

Podemos observar o mesmo em nossa sociedade. O campo que está na origem do nosso mundo subjetivo de pensamentos e sentimentos está sempre presente. A física o descreve como Campo Unificado, sem o qual não haveria vida. Esquecemos como “acender a luz” e como ativar esse campo por meio da transcendência, por isso a nossa sociedade pode ficar no escuro. Quando esquecemos nossa natureza unificada, o crime, a corrupção, os acidentes e muitos outros comportamentos negativos virão à tona em nossa sociedade.

No entanto, para iluminar uma cidade inteira, não são necessárias luzes em todos os lugares. Algumas luzes já são suficientes. De modo semelhante, não é necessário que todos transcendam para ativar as qualidades da transcendência em todos os lugares: um por cento da sociedade já é suficiente. “Luz”, em termos da mente humana, é a consciência, aquilo que nos torna humanos. No passado, uma pessoa pode não ter visto nenhum mal em prejudicar alguém em benefício próprio, contudo hoje em dia essa pessoa já não se sente bem com relação a isso. Não existe mais a vontade de cometer um crime. Será que isso não é uma forma eficiente de combater o crime?

Essa previsão foi posta à prova em 1975, quando Maharishi e a técnica da Meditação Transcendental estavam no auge de sua popularidade: muitas pessoas aprenderam a técnica (meio milhão de praticantes em um ano, apenas nos EUA). De repente, pelo menos 1% da população de algumas cidades praticavam a MT. Os cientistas, em seguida, solicitaram estatísticas criminais do FBI para verificar se havia alguma diferença considerável entre essas cidades, antes e depois da prática da técnica da MT, comparando esses números com os das cidades dos grupos de controle e com os números nos EUA em geral. Os resultados apresentaram uma redução da criminalidade de mais de 20% de um ano para o outro. Foi uma diminuição significativa, que não poderia ter ocorrido por acaso (p <0,001), sem uma explicação alternativa. Desde então, vários estudos têm confirmado esses resultados.

Em 1978, Maharishi deu um passo adiante. A partir dos antigos textos védicos, recuperou várias técnicas avançadas de meditação, indicadas para aqueles que já praticavam as técnicas da MT. Ele denominou essas técnicas de Programa MT-Siddhis e Voo Yóguico. Essa última técnica, em particular, revelou ter um efeito muito especial no cérebro e no corpo.

A Meditação Transcendental tem, em média, um efeito duas vezes mais eficaz do que outras técnicas pesquisadas

O mesmo fenômeno pode ser observado em praticantes da MT e do Voo Yóguico. Quando 1% da população de uma cidade pratica a técnica da MT, provoca o efeito semelhante a dezenas de pessoas pulando em um lago, criando ondas, número suficiente para revitalizar o lago e trazer resultados para toda a população. Se essas pessoas praticarem a técnica do Voo Yóguico em grupo, o efeito é o mesmo se todas saltassem no lago ao mesmo tempo de mãos dadas. Nesse caso, seria necessária apenas a raiz quadrada desse 1%.

Assim é possível levantar uma hipótese bastante especial: um pequeno número de pessoas que pratiquem em grupo o Voo Yóguico pode influenciar positivamente a maneira como milhões de pessoas ao redor pensam e agem.

É relativamente fácil testar essa hipótese:

1. Os cientistas precisariam selecionar uma região com bastante estresse social, uma cidade com uma taxa elevada de criminalidade ou uma zona de guerra, onde a situação estivesse se agravando, de modo que ninguém em sã consciência esperaria uma melhora.

2. Os cientistas fariam, então, uma previsão de que a situação poderia melhorar assim que os iogues chegassem: acabariam as guerras e os crimes, haveria alta nos mercados acionários, etc. Definiriam ainda datas para o início e para o fim do experimento e também preveriam que a situação se deterioraria novamente assim que os iogues fossem embora.

3. No dia exato, os iogues chegariam. Permaneceriam no hotel, com o mínimo de contato possível com o mundo exterior e, no dia combinado, iriam embora.

4. Posteriormente os pesquisadores avaliariam se os resultados realmente aconteceram, por meio de estatísticas do governo ou matérias de jornais de prestígio.

Cientificamente comprovado por mais de 50 experimentos

Esses tipos de experiências não aconteceram uma ou duas vezes, mas mais de 50 vezes, em todo o mundo. As previsões não só se tornaram realidade, como também, em muitas ocasiões, a diferença foi tão significativa que quebraram recordes, como a diminuição da criminalidade e dos acidentes de trânsito, e o aumento nas bolsas de valores, o que indica otimismo dos investidores.

Por exemplo, sete experiências consecutivas aconteceram no Líbano, de 1981 a 1983, durante um período de guerra civil constante. Cada vez que as previsões diziam que a guerra acabaria, os dados demonstravam queda de 80% no número de vítimas, durante todas as experiências. A chance de uma mudança tão grande acontecer por coincidência, sete vezes consecutivas, é menor que 1 em 10.000.000.000.000.000.000. Para se ter uma ideia desse número, a chance de se ganhar na loteria esta semana é de cerca de 200 bilhões de vezes maior.

Outra experiência indica como esta tecnologia pode ser rentável. Em março de 1998, um grupo de pessoas do vilarejo de Skelmersdale, perto da cidade de Merseyside, na Inglaterra, fez uma previsão curiosa na televisão local: anunciou que 150 pessoas praticariam em grupo o Voo Yóguico, cujo resultado seria a diminuição dos crimes na cidade de Merseyside, com mais de 1 milhão de habitantes. Obviamente, muitas pessoas não levaram a previsão a sério; apesar dos gastos crescentes no combate ao crime, os números continuavam aumentando. No momento da previsão, Merseyside apresentava a terceira maior taxa de criminalidade da Inglaterra.

A Meditação Transcendental tem, em média, um efeito duas vezes mais eficaz do que outras técnicas pesquisadas

Tão logo a experiência começou, a taxa de criminalidade foi revertida. Em 1992, cinco anos depois, Merseyside apresentou a menor taxa de criminalidade em toda a Inglaterra. O crime diminuiu em 40% em comparação às taxas anteriores e em 60% em relação à média da Inglaterra. Com um grupo de apenas 150 iogues, 225.000 crimes foram evitados em um período de cinco anos, e o governo economizou um total de 1,2 bilhões de libras (quase 2 bilhões de dólares). Calculou-se que a cada hora de prática do Voo Yóguico, o governo local economizou US$ 6.000 no combate ao crime, isso sem contar o valor do sofrimento humano. Embora os iogues fossem todos voluntários, receberam pelo trabalho (generosos US$ 30 por hora); ainda assim o custo foi 99,5% menor do que os métodos atuais e, ao mesmo tempo, mais eficaz.

A redução da criminalidade foi apenas uma das variáveis que apresentou avanços. Os acidentes de trânsito e a poluição também diminuíram, e a economia melhorou.

Outras 20 pesquisas foram publicadas por algumas das revistas de maior prestígio na área das ciências sociais. A reputação de uma revista está ligada ao conteúdo e à qualidade das publicações e das pesquisas.

Desde a descoberta do efeito do Voo Yóguico na década de 80, Maharishi só tinha mais um objetivo para sua organização global: criar o mais rápido possível grupos de praticantes do Voo Yóguico, o suficiente para produzir resultados positivos em cada país, além de criar grupos grandes o suficiente para produzir resultados no mundo inteiro. Os fundos da organização da MT e as doações recebidas apoiam financeiramente esses grupos, já que os governos em geral não o fazem. Quando uma pessoa paga a taxa de inscrição para fazer o curso de Meditação Transcendental, contribui diretamente para um propósito maior para o mundo inteiro.

A organização da MT está montando atualmente um grupo com 9.000 especialistas Védicos no centro da Índia, onde compraram 800 acres de terra para construir uma cidade inteira. Estão presentes 2.500 especialistas, que recebem um salário (pago pela organização da MT e por doações), a fim de produzir resultados todos os dias. Decidiu-se fazer essa ação na Índia, pois o custo de vida é muito mais baixo do que no Ocidente (em média, US$ 250 ao mês).

A Meditação Transcendental tem, em média, um efeito duas vezes mais eficaz do que outras técnicas pesquisadas

É possível e eficaz implantar essa tecnologia na sociedade. As pessoas receberão esses resultados sociais de forma gratuita.

Há muitas maneiras de receber grupos de iogues em todos os países, por meio de, por exemplo, escolas onde os alunos praticam a técnica antes e depois da rotina escolar; empresas onde os funcionários praticam o Voo Yóguico como parte da rotina de trabalho; e projetos em batalhões de polícia. onde os policiais trabalham na prevenção de crimes, em vez de resolvê-los, de projetos em prisões, onde a MT e o Voo Yóguico são utilizados na reabilitação de presidiários, etc.

Cada um desses projetos atesta há 40 anos que o custo para treinar iogues é devolvido pelos resultados positivos que eles próprios testemunham em suas vidas. Os estudantes que praticam a técnica observam avanços na inteligência e na criatividade, menos estresse, o que resulta em menos assédio moral, vícios e depressão. Na área empresarial, os funcionários tornam-se mais produtivos, ainda que passem parte do dia de trabalho meditando.

Nas prisões, a MT é o método de reabilitação mais eficaz já pesquisado, visto que a técnica é muito eficaz e apresenta resultados sociais sem efeitos colaterais.

A Fundação David Lynch está disposta a apoiar o projeto de MT com prática da técnica em uma escola em cada país, pois esse modelo de instituição geralmente é suficiente para criar resultados positivos para toda a região. Na Nova Zelândia, por exemplo, seriam necessários apenas 212 iogues para criar resultados positivos para todo o país (212 é a raiz quadrada de 1% dos 4,5 milhões de habitantes da Nova Zelândia), ou seja, uma escola é o suficiente.

Meditação Transcendental comparada a outras técnicas de meditação ou de relaxamento

A Meditação Transcendental tem, em média, um efeito duas vezes mais eficaz do que outras técnicas pesquisadas

Cientistas da Stanford University compararam os efeitos de diferentes técnicas de meditação na ansiedade, a maior análise comparativa sobre a meditação já feita até hoje. Foram incluídos nesse trabalho 146 diferentes estudos científicos, 35 deles sobre a Meditação Transcendental.

Essa análise demonstrou que a maioria das técnicas de meditação e de relaxamento tem um efeito um pouco melhor do que o efeito placebo (pessoas orientadas a se sentarem e a fecharem os olhos). Apenas a Meditação Transcendental tem um efeito significativamente melhor (p <0,001), em média duas vezes mais eficaz do que outras técnicas pesquisadas.

Outro detalhe importante: quanto maior o tempo de prática da técnica da Meditação Transcendental, maiores serão os benefícios alcançados: essa é a diferença entre o relaxamento e a verdadeira transcendência.

Tratamento da ansiedade: A Meditação Transcendental comparada à psicoterapia

Praticantes da MT apresentaram melhoras em Depressão Estresse Pós-Traumático, Ansiedade, Abuso de Álcool e Insônia

Um estudo da University of Colorado Medical Center, em Denver, EUA, comparou a eficácia da Meditação Transcendental com a psicoterapia a que foram submetidos pacientes internados com Distúrbio de Estresse Pós-Traumático. Diferentes distúrbios foram estudados, incluindo a ansiedade.
Após 3 meses, os praticantes da Meditação Transcendental apresentaram melhoras significativas em todas as áreas estudadas: Depressão, Distúrbio de Estresse Pós-Traumático, Ansiedade, Distúrbio Emocional, Abuso de Álcool, Insônia e Trauma Familiar.

No entanto, o grupo que fez psicoterapia não apresentou melhora significativa em nenhuma área. Se a técnica da Meditação Transcendental pode ser usada por pacientes com sintomas severos de estresse traumático (os pacientes eram veteranos de guerra), talvez seja seguro afirmar que o tratamento em qualquer pessoa é eficaz, desde que os sintomas não sejam tão graves ou profundamente enraizados.