Como aprender

Faculdade de Medicina da Geórgia

Meditação Transcendental reduz a pressão arterial em adolescentes negros

Adolescentes negros em risco de hipertensão podem reduzir a pressão arterial através da prática diária de Meditação Transcendental, de acordo com a pesquisa publicada na edição de abril do American Journal of Hypertension.

Um estudo com 156 adolescentes negros do centro da cidade de Augusta, Geórgia – EUA, que apresentavam pressão arterial ligeiramente alta, mostrou que os adolescentes que praticavam 15 minutos de Meditação Transcendental duas vezes ao dia, reduziram consistentemente suas pressões sanguíneas durante quatro meses e suas pressões tendiam a permanecer mais baixas, de acordo com o Dr. Vernon A. Barnes, fisiologista da Faculdade de Medicina da Geórgia e principal autor do artigo.

“Permitir que sua mente vá para esse estado de quietude interior e permaneça assim por um tempo afeta a fisiologia, reduzindo os níveis de hormônios do estresse, como o cortisol, e reduzindo a ativação do sistema nervoso simpático que controla a resposta de luta ou fuga”. diz o Dr. Barnes. “Em pouco tempo, podemos ensinar essa prática padronizada, ensinada em todo o mundo há mais de 50 anos. Essa técnica pode ser usada por toda a vida sem efeitos colaterais ou despesas adicionais.”

Os adolescentes do estudo, que praticaram a Meditação Transcendental, experimentaram uma queda média de 3,5 milímetros na pressão sistólica, a medida mais alta que indica a pressão nos vasos sanguíneos nos quais o coração está bombeando o sangue e uma diminuição de 3,4 milímetros na pressão diastólica, a medida mais baixa que indica pressão enquanto o coração está em repouso.

Os participantes das aulas de educação em saúde, que serviram como grupos de controle, não apresentaram mudanças significativas. A frequência cardíaca, provavelmente uma das medidas mais simples de redução do nível de estresse, também caiu nos alunos de meditação e permaneceu consistente nos grupos de controle, diz Barnes.

“Mesmo que sua pressão sanguínea caia alguns milímetros quando você é jovem, se você puder manter isso na idade adulta, poderá reduzir significativamente seu risco de doença cardiovascular”, diz ele.

A pressão alta afeta um em cada quatro adultos nos EUA e é um importante fator de risco para ataques cardíacos e derrame, a primeira e a terceira principais causas de morte, respectivamente, de acordo com o Centro Nacional de Estatísticas de Saúde e os Centros de Controle e Prevenção de Doenças.

“Este não é um problema que ocorre repentinamente aos 45 ou 50 anos”, diz Barnes.”

A pressão alta começa na juventude e parece que está começando em uma idade mais precoce do que pensávamos anteriormente. Então, queríamos analisar a intervenção com jovens, especificamente jovens afro-americanos que provavelmente terão os problemas mais graves de hipertensão quando crescerem. ”

O Dr. Barnes identificou primeiro os alunos com pressão alta, com base em três exames consecutivos no sistema escolar do Condado de Richmond, Geórgia, e depois os designou aleatoriamente para o programa de Meditação Transcendental ou um programa de educação em saúde de 15 minutos, baseado nas diretrizes do Instituto Nacional de Saúde, que não incluíram intervenção.

O grupo de Meditação Transcendental meditou por 15 minutos duas vezes ao dia – uma vez na escola e outra em casa – e duas vezes ao dia em casa durante os finais de semana. Para garantir uma medida precisa da pressão arterial ao longo do dia, os dois grupos usavam dispositivos de monitoramento 24 horas para verificar a pressão arterial a cada 20 minutos, das 6h às 23h. e a cada 30 minutos a partir das 23h às 6h da manhã. Os pesquisadores também analisaram parâmetros como índice de massa corporal, peso, área de superfície corporal e estresse ambiental, para que outras alterações que pudessem afetar a pressão arterial fossem observadas.

“Quando o programa foi interrompido, tivemos um acompanhamento de quatro meses e a pressão sanguínea ainda permanecia baixa”, diz Barnes, mas são necessários estudos de longo prazo para ver o impacto da pressão reduzida no desenvolvimento das doenças.

Ele observou que as vias fisiológicas subjacentes que permitem que a meditação diminua a pressão arterial não são claras e também precisam de mais estudos. No entanto, a prática que transcende o pensamento demonstrou reduzir a resposta do sistema nervoso simpático e os níveis de hormônio do estresse, o que acaba reduzindo a carga de trabalho no coração. “Esses eventos podem resultar em melhora da função miocárdica e vascular, levando (a pressão arterial) a níveis mais baixos, ajudando assim a prevenir o início precoce da hipertensão”, escreveu ele e seus colegas do Instituto de Prevenção da Geórgia do MCG.

Ele diz que os benefícios de saúde da Meditação Transcendental estão se tornando mais aceitos na comunidade médica, pois esses tipos de estudos documentam seu impacto no corpo e na mente. A disposição dos adolescentes para praticar a meditação também é uma evidência, talvez menos tradicional, de seus benefícios. “Como você faz um adolescente ficar sentado por 15 minutos com os olhos fechados duas vezes por dia todos os dias por um longo período de tempo? Como você pode conseguir isso?” Ele pergunta retoricamente.

A técnica, que permite um estado mental mais tranquilo e relaxado, é fácil de vender quando as pessoas a praticam, diz o Dr. Barnes, que usa a técnica desde 1972 e a ensina desde 1974.


“Qualquer um pode meditar e qualquer um pode se beneficiar.”

“Qualquer um pode meditar e qualquer um pode se beneficiar. Você não precisa estar sob uma carga enorme de estresse e não precisa ser hipertenso. Existem muitos benefícios em termos de desenvolver seu próprio potencial”, diz ele, equiparando a experiência a um banho mental que afasta o estresse do dia.

A pesquisa do Dr. Barnes foi financiada pelo National Heart, Lung and Blood Institute e pelo Auxílio ao Desenvolvimento Científico da American Heart Association. Ele também reconheceu o apoio do Sistema Escolar do Condado de Richmond para ajudar a tornar a pesquisa possível.